Dia do Terra Madre 2010: vamos celebrar!

Está na hora de redescobrir a comida local…

Em 2009, o Slow Food organizou o primeiro Terra Madre Day: mais de 1000 iniciativas em 120 países, representando um dos maiores eventos coletivos jamais realizados em escala global para celebrar a diversidade alimentar, proclamando o direito a um alimento bom, limpo e justo. Os convivia Slow Food e as comunidades de Terra Madre se tornaram porta-vozes de agricultores e produtores de pequena escala, cozinheiros responsáveis e consumidores conscientes, demonstrando, em suas regiões, que a nossa campanha global para uma alimentação melhor começa a partir das economias locais sustentáveis, capazes de tornar mais agradável a vida de cada um de nós.

Neste ano, tivemos a oportunidade de demonstrar não apenas o quanto rica é, em termos de diversidades, a nossa rede, mas também como é interligada e decidida, através do projeto Mil Hortas na África. Durante o Terra Madre Day serão realizados intercâmbios e irmandades entre comunidades e grupos do Slow Food que participam do projeto, além de eventos destinados a arrecadar fundos para ajudar a criação das hortas.

No dia 10 de dezembro é nossa intenção, mais uma vez, chamar a atenção sobre a importância das comidas locais, e queremos que cada um utilize a própria criatividade para divulgar a nossa mensagem, promovendo sistemas alimentares melhores: vamos dar início a uma revolução global, com raízes locais!

Carlo Petrini
Presidente internacional do Slow Food

Terra Madre Day ao redor do mundo…

  • Estão convidados a participar todos os que partilham os nossos objectivos
  • Organize uma iniciativa… aqui ficam algumas ideias
  • Ou participe numa iniciativa na sua região

 

Terra Madre Day promove políticas sustentáveis sobre:

  • Sistemas sociais e transformações

  • Energia e produções sistêmicas

  • Biodiversidade e ecossistemas

  • Mercadorias, recursos comuns e trocas

  • Leis, direitos e políticas

  • Educação sustentável

  • Conhecimentos tradicionais, questões de gênero e valores imateriais

  • Prazer e bem-estar

 

Quando: em 10 de Dezembro de 2010

Como: Há mil maneiras de celebrar o Terra Madre Day, dos pequenos encontros aos grandes eventos: um piquenique ou um jantar, um filme ou um concerto que chame a atenção para a importância da alimentação boa, limpa e justa, uma visita a um produtor do Terra Madre, uma campanha de sensibilização sobre um tema específico, uma actividade de educação alimentar e do gosto, um encontro entre produtores, chefs, jovens e outros… Ou uma combinação destes elementos. Sejam criativos!

Quem: Todos os que partilham a filosofia Slow Food, em particular os Convivia Slow Food, as comunidades do alimento, as Fortalezas, os chefs, os académicos, os jovens, os produtores da Arca do Gosto, as hortas escolares. Convidem o público a participar, incluindo os jornalistas, as autoridades locais e representantes de outras organizações.

Onde: As actividades acontecerão nos mais variados locais em todos os países do mundo: tanto na cidade como no campo, nas escolas e locais públicos, nos cinemas, nos restaurantes ou em casa e até num barco!

O quê: O Terra Madre Day pode ser celebrado organizando:

· Uma refeição comemorativa

Eat-in e refeições colectivas partilhadas nas escolas ou universidades, nos restaurantes, sítios ou vários locais públicos podem passar a um público mais amplo o prazer da alimentação boa, limpa e justa. Convidando também os produtores, os participantes poderão aumentar os seus conhecimentos e a capacidade de apreciar os produtos locais. Estas ocasiões contribuem também para recordar que a comida significa alegria, cultura e convívio, e que o acto de comer pode influenciar os nossos valores e os nossos comportamentos.

· Visitas a produtores

De um passeio de bicicleta no Canadá, uma viagem de comboio nos Alpes franceses a uma visita de estudo ao Marrocos: as visitas aos sítios e produtores criteriosamente seleccionados numa determinada zona são formas óptimas de pôr em contacto produtores e consumidores e de viver uma experiência didáctica agradável e concreta, durante a qual as pessoas provam produtos e aprendem a conhecê-los directamente com quem os produz.

· Filmes e eventos culturais

Música, teatro, tradições orais e arte figurativa podem constituir um elemento importante para a criação de uma consciência crítica sobre a cultura alimentar. Uma programação cinematográfica, por exemplo, pode ser centrada em temáticas relacionadas com a alimentação, como os efeitos da indústria agro-alimentar na sociedade e no ambiente, e o nosso património gastronómico.

· Campanhas

Os temas chave do Terra Madre Day podem também ser ilustrados concentrando-nos num tema específico. Na Espanha os convivia organizaram demonstrações públicas de cozinha nos mercados para promover escolhas sustentáveis na compra de peixe. Em Marrocos organizaram-se eventos para convencer o governo a tomar uma posição clara sobre os OGM’s.

· Atividades Temáticas

Dedicar um evento a um alimento, questão ou tradição específica, pode ser uma forma de chamar a atenção para algo importante para a sua comunidade ou convivium. Em Uganda foi organizado um evento focalizado na busca de variedades raras de frutas e verduras promovendo a defesa da biodiversidade. No Canadá os participantes celebraram o mirtilo nativo num mercado rural local.

· Actividades de educação alimentar e do gosto

As actividades de educação alimentar podem ser organizadas de diferentes formas e para um público variado: crianças e adultos, professores, agricultores, sócios… Podem envolver uma horta escolar, uma Fortaleza, prever degustações guiadas, uma tribuna para dar a palavra a um hóspede ou a um produtor local, uma troca de saberes entre gerações novas e antigas, seminários ou laboratórios.

· Os encontros locais do Terra Madre

Os encontros entre produtores, chefs, pesquisadores, jovens e consumidores constituem uma ocasião para reforçar a rede local que trabalha por um alimento bom, limpo e justo, compartilhar informações e propor ideias para o futuro ao publico e aos governos. Os produtores de Terra Madre podem participar juntos com a vossa rede Slow Food local a conferências, seminários, mercados e excursões.

Materiais e links

Para informações mais detalhadas descarregue o nosso kit para os organizadores (pdf)

Deixe um comentário:

Últimas notícias

Visual Portfolio, Posts & Image Gallery for WordPress

sociobio Amazônia no Acre

Reunião na Terra Indígena Katukina-Kaxinawá em Cruzeiro do Sul, Acre, sobre o edital da alimentação escolar para povos e comunidades tradicionais.

Projeto Sociobiodiversidade Amazônica no Acre: desenvolvimento do programa nacional de alimentação escolar (PNAE) para povos indígenas e comunidades tradicionais

Date 29 setembro, 2022
Foto: Reunião na Terra Indígena Katukina-Kaxinawá em Cruzeiro do Sul, Acre, sobre o edital da alimentação escolar para povos e comunidades tradicionais....